Nada sober vós sem vós

Log in
updated 3:52 PM WEST, Sep 21, 2017
Informação:
PARTILHEM: O concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem está de volta para mais uma edição, a quarta...CONSULTE TODA A INFORMAÇÃO NO NOSSO SITE!       Também não deixe de ler e partilhar a nossa 18.ª edição da revista digital da Plural&Singular que está 'online' e disponível para 'download' dando destaque a uma "viagem" pelos Açores e Madeira: será que estes dois arquipélagos afortunados em história, cultura e paisagem, são inclusivos?

“Nós, os cuidadores” avança amanhã “à experiência”

Graças ao apoio da junta de freguesia de Creixomil, em Guimarães, o projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, vai, finalmente, avançar, de 15 de julho a 05 de agosto. Este apoio é dirigido a cinco cuidadores informais que terão um total de 10 horas de apoio em grupo, concentradas em quatro sessões dinamizadas pela psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, colaboradora da Plural&Singular.

Existem quase 90 mil cuidadores informais em Portugal, um país que assenta os cuidados a dependentes maioritariamente na família. Estes cuidadores não costumam ser alvo de um apoio formal e, desta forma, a criação destes grupos de apoio vai contribuir para a redução respetivo stress e burnout (esgotamento físico e mental intenso), ajudando-os a gerirem melhor as emoções associadas ao contexto específico de cada um e a perceberem de que forma interferem na dinâmica familiar. 

A Plural&Singular decidiu desenvolver este projeto por entender que a existência de cuidadores mais capacitados para lidar com os desafios que esta tarefa acarreta e que se sintam emocionalmente mais estáveis por terem oportunidade de se envolverem em algo à parte do contexto direto de prestação de cuidados, se repercute também na qualidade de vida dos dependentes.

“O apoio ao cuidador é importante, nomeadamente, quando se trata de cuidadores informais, normalmente os familiares diretos da pessoa com deficiência e, como tal, têm interferência direta nas decisões e qualidade de vida da mesma”, pode ler-se na apresentação deste projeto da Plural&Singular. 

Este bloco de 10 horas de sessões de grupo será o projeto piloto para avaliar os ajustes que são necessários efetuar ao programa e à logística. Posteriormente, poder-se-á criar mais resposta em termos de sessões de apoio paralelas com grupos diferentes e conseguir-se disseminar o projeto por outros concelhos e regiões. 

“Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, uma iniciativa integrada no projeto mais alargado “Sexualidade&Afetos”, está, idealmente, desenhado para ter a duração de três meses, com uma sessão semanal de duas horas, correspondendo a um total de 14 sessões, somando 28 horas de apoio. “A continuidade do apoio dado aos cuidadores é crucial. Mesmo que numa lógica quinzenal ou mensal, é necessário acompanhar estas pessoas e monitorizar o seu estado mental e mesmo físico”, refere a psicóloga clínica responsável por orientar as sessões, Marta Freitas Figueiredo. 

E como surgiu a ideia para a criação deste projeto? “Aquando da realização da sessão de apresentação da secção de informação “Sexualidade&Afetos” disponível no site da Plural&Singular para esclarecimento de todos os interessados por esta temática, foi referido por várias pessoas com deficiência presentes no evento, realizado em dezembro de 2015, que muitas das vezes a discriminação começa em casa e que os familiares estão desamparados e sofrem o desgaste da condição em que se encontra o dependente”, explica um dos responsáveis pelo projeto. Indo ao encontro da respetiva missão, a Plural&Singular entendeu que tinha um papel ativo a desempenhar na informação e capacitação dos cuidadores, para melhor aceitarem o contexto em que vivem e conseguirem contribuir para a mudança das mentalidades na sociedade em geral por desconstruírem, eles próprios, os preconceitos que poderão assombrar a saudável relação familiar.

Daí que, o projeto “Nós, os cuidadores” procura mais parceiros, apoios e patrocínios para o desenvolvimento de todas as atividades e para conseguir multiplicar este apoio quer estendendo-o no tempo, quer em relação à quantidade de participantes que dele tirem proveito. “Estamos a candidatarmo-nos a vários financiamentos, vamos angariar fundos através da venda de rifas e estamos a tentar contactar entidades e empresas que aceitem patrocinar o projeto na lógica de apadrinhamento a cuidadores. Todo o apoio é bem-vindo”, refere ainda.  

Se estiver interessado em colaborar com a Plural&Singular ou se for cuidador informal de uma pessoa com deficiência e gostaria de integrar as sessões de grupo entre em contacto através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Itens relacionados

  • Nós, os cuidadores: Mais 12 cuidadores participam nas sessões de grupo
    São 12 os participantes do projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, iniciado em Guimarães, que, contando com o cofinanciamento do Instituto Nacional de Reabilitação (INR, I.P.) terão, a partir de sexta-feira, a oportunidade de partilhar dúvidas, receios, alegrias e tristezas em 14 sessões de apoio grupal dinamizadas pela psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, colaboradora da Plural&Singular.
  • 4.ª edição do concurso de fotografia “A inclusão na diversidade”

    Foi lançado em 2014 pela Plural&Singular, em parceria com o Centro Português de Fotografia (CPF), e em 2017 continua à procura de "inclusão na diversidade". O concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem está de volta para mais uma edição, a quarta. No ano de arranque estiveram 61 imagens em concurso, um número que evoluiu para 85 na 2.ª edição. O desafio agora é claro mas não é simples: manter ou ultrapassar a o resultado da 3.ª edição: 144 fotografias. "Vamos tentar", responde a organização que avança com uma pergunta e imediatamente deixa a resposta: "Quer ajudar? Concorra". As candidaturas podem ser entregues por correio ou email até 15 de outubro.

  • 18.ª Edição
  • Vida Independente: Eduardo Jorge adia ação de protesto

    As alterações ao "Modelo de Apoio à Vida Independente (MAVI)" apresentadas pela Secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, fizeram com que o ativista Eduardo Jorge adiasse o protesto de quatro dias pelo direito a uma Vida Independente (VI) porque vai dar o “benefício da dúvida” ao atual Governo.

  • Entrevista ao Chefe de Missão aos Jogos Surdolímpicos Samsun 2017

    Pedro Mourão, o Chefe de Missão aos Jogos Surdolímpicos Samsun 2017, em entrevista à Plural&Singular, não escondeu a ansiedade que sente com o cargo assumido, mas confessou também o orgulho e a confiança na participação dos atletas portuguesas nesta competição. “Têm potencial para fazerem história e provarem a nível mundial que a sua natureza competitiva é inteiramente justificada pelo mérito”, disse. E vão demonstrá-lo entre 18 e 30 de julho, na Turquia. 

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

20°C

Lisboa

Mostly Cloudy

Humidity: 51%

Wind: 28.97 km/h

  • 22 Sep 2017 25°C 18°C
  • 23 Sep 2017 29°C 18°C

Publicidade