Nada sober vós sem vós

Log in
updated 10:49 AM WEST, Oct 11, 2019
Informação:
JÁ DISPONÍVEL: 22.ª edição da revista digital semestral Plural&Singular para 'download' e visualização 'online' | CONCURSO DE FOTOGRAFIA com prazo de candidaturas já aberto, consulte o regulamento!

Gaia: Associação Nacional de Amputados promove desfile inclusivo


A Associação Nacional de Amputados (ANAMP) vai juntar no dia 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, crianças e adultos com e sem deficiência, num desfile inclusivo que junta várias associações.

Em declarações à Plural&Singular, a presidente da ANAMP, Paula Leite, apontou que a iniciativa contará com 26 modelos e que o objetivo é “desfilar alegria, tirar as pessoas de casa e mudar mentalidades”.

“O desfile surgiu para que as pessoas com amputação desfilem a sua imagem e as suas próteses. Para o mundo ver que é possível. Muita gente anda com a prótese escondida e ninguém sabe que são amputadas. Às vezes escondem-se delas mesmas. Aqui vamos mostrar que somos belas, temos auto-estima e que gostamos de andar na moda. Entretanto pensamos que tratando-se da data que é e do objetivo, faria sentido associar as várias instituições d concelho que se dedicam a esta área”, descreveu Paula Leite.

O desfile vai realizar-se nas Caves Ferreira, contando com o apoio da câmara de Vila Nova de Gaia. Caberá à Code oferecer as roupas, sendo esta uma marca de vestuário “muito confortável” com “calçado que se adequa a pessoas amoutadas” e peças “muito divertidas e bonitas para todos os gostos”, acrescentou Paula Leite.

A iniciativa serve ainda para assinalar o segundo aniversário da ANAMP com o tradicional cantar de parabéns.

Desfilarão modelos desde os quatro aos 57 anos, sendo que a modelo mais velha não tem os quatro membros e passará duas vezes na passerelle: uma vez com as próteses e uma segunda vez sem as mãos biónicas que usa.

Além da ANAMP, vão participar pessoas ligadas à Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados (CERCIGAIA), da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPDACDM), da Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo (APPDA) e do Sorriso da Rita, uma associação ligada à paralisia cerebral.

Desta forma, serão modelos amputados, pessoas com autismo, paralisia cerebral, deficiência intelectual e trissomia 21, aos quais se juntam os familiares.

A ANAMP é uma associação sem fins lucrativos criada em dezembro de 2014 que tem como objetivo a oferta de serviços específicos dirigidos aos amputados e familiares/amigos.

Quando foi formada, esta associação avançou como objetivo de “tirar as pessoas amputadas de casa e mudar mentalidades, criando um coletivo de aceitação”.

Atualmente a associação conta mais de uma centena de associados.

A propósito desta iniciativa recordamos a reportagem de capa da nossa 15.ª edição da revista digital com o título “Aprender a viver depois da amputação”. Visualize e faça download AQUI!

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

4°C

Lisboa

Limpo

Humidade: 49%

Vento: 14.48 km/h

  • 03 Jan 2019 7°C 3°C
  • 04 Jan 2019 8°C 1°C

Publicidade