Nada sober vós sem vós

Log in
updated 5:39 PM WEST, Oct 15, 2018
Informação:
CONTAGEM DECRESCENTE: candidaturas ao concurso internacional de fotografia "A inclusão na diversidade" promovido pela Plural&Singular em parceria com o Centro Português de Fotografia | envie até três fotos para geral@pluralesingular.pt | informações no regulamento | fácil e simples

Judo: Testemunho de Paulo Lemos

A minha vida cruzou-se com o judo porque gosto de desporto. Ninguém me convenceu foi por minha vontade própria porque gosto desta modalidade, e acho que faz bem a todas as pessoas. 

O meu primeiro treino foi no mês de outubro de 2016 e senti-me bem. Não sabia nada, mas depois, ao longo do tempo, fui aprendendo técnicas de lutas e entrei em alguns torneios e ganhei várias medalhas: uma de bronze e duas de prata. Entrei em várias competições em Ronfe (Guimarães), Castelo Branco e Águeda. 

Aprendi muitas coisas nesta modalidade e fiz vários tipos de treinos. No judo o que gosto mais de fazer é técnicas de pé, rolamentos e lutas no solo. 

Com milhares de praticantes nas federações espalhados pelo mundo, o judo tornou-se um dos desportos mais praticados da atualidade. A modalidade não se restringe a homens, podendo ser praticado por mulheres, crianças e idosos, fator importante no aumento do número de praticantes, como tive oportunidade de ler no site http://desportoescolar.dge.mec.pt/judo .

Gostava de atingir os meus objetivos e chegar aos Jogos Olímpicos de judo e ganhar um prémio final. Era muito bom para a minha carreira desportiva representar Portugal pelo clube Vitória de Guimarães.

 

Texto: Paulo Jorge Lemos   

Texto sobre o autor publicado na Plural&Singular 

Foto: Gentilmente cedida

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

16°C

Lisboa

Breezy

Humidade: 41%

Vento: 46.67 km/h

  • 17 Out 2018 16°C 7°C
  • 18 Out 2018 8°C 4°C

Publicidade